Notícias e Dicas

Dia Mundial de Alerta para os Transtornos Alimentares – 02/06/2018

A Academy for Eating Disorder é uma associação global de profissionais compromissados com a pesquisa, ações educacionais, tratamento e prevenção de transtornos alimentares (TA). Desde 2016, a associação coordena o Dia Mundial de Ação sobre os TA com a missão de divulgar a importância de compreender a gravidade e a necessidade do tratamento precoce, em especial da prevenção. Conheça mais sobre essa iniciativa navegando no site:

http://www.worldeatingdisordersday.org

É muito comum os TA (e também outros diagnósticos psiquiátricos) serem julgados como falta de força de vontade, ou ainda, ser uma escolha do paciente. Transtornos mentais são causados por um conjunto de fatores, e por isso as campanhas sobre o assunto estão cada vez mais amplas. No caso dos TA, a relevância de discutir mais sobre como lidar é de fundamental relevância, por se tratar da doença mais letal entre os transtornos mentais. As mortes nos casos dos TA podem ocorrer desde a complicações clínicas até um suicídio. Discutiremos neste site, a partir de postagens semanais, alguns dos fatores que contribuem com o surgimento dos transtornos alimentares (acompanhe em breve no link Séries).

A gravidade dos TA é tão séria, que o tratamento exige uma equipe de diferentes especialidades da saúde. Isso torna a vida do paciente e de seus familiares uma luta longa, perseverante, que necessita de muita paciência, compreensão e união. Além disso, não é qualquer profissional que possui qualificação para lidar com transtornos alimentares, portanto, atuar na prevenção é o caminho mais interessante no nível saúde pública.

Algumas das mensagens principais do Dia de Ação Mundial sobre os Transtornos Alimentares são:

– Informar sobre a importância de promover tratamento baseado em evidência e de intervir precocemente;
– Aumentar/estimular a diversidade de pesquisas, narrativas, mídias sociais, e professionais atuando nesta área;
– Conscientizar sobre o quanto os pais e familiares são suportes fundamentais para a recuperação de seus filhos e/ou entes queridos;
– Superar barreiras para dar suporte ao tratamento de mais pessoas; ajudar na compreensão de que transtornos alimentares podem ser tratados em qualquer idade ou estágio da doença.

Outro informativo desta campanha são as 9 verdades sobre os transtornos alimentares. A ASTRAL, em conjunto com o AMBULIM (Programa de Transtornos Alimentares) contribuíram com a tradução deste material para a nossa língua.

1 – Muitas pessoas com transtornos alimentares parecem saudáveis, ainda que estejam extremamente doentes.
2 – Famílias não são as culpadas, e podem ser as melhores aliadas no tratamento.
3 – Transtornos alimentares causam perturbações nas relações pessoais e familiares.
4 – Ter um transtorno alimentar não é uma escolha, é uma grave doença mental, com influência biológica.
5 – Transtornos alimentares afetam pessoas independentemente de idade, gênero, etnia, peso corporal, orientação sexual, ou nível socioeconômico.
6 – Ter um transtorno alimentar aumenta as chances de suicídio e complicações médicas.
7 – Genes e ambiente influenciam o desenvolvimento dos transtornos alimentares.
8 – A genética, por si só, não determina quem vai desenvolver o transtorno.
9 – A recuperação total é possível. O tratamento precoce e a prevenção são muito importantes.

Veja o material oficial abaixo e compartilhe esta iniciativa. Divulgue esta campanha!!! #NósAgimosParaQuebrarEstigmas #WeDoAct2BreakStigma #NósAgimos #WeDoAct

Foto das mensagens (clique para ampliar):

1 Comentário

  1. Márcia Helena Nogueira disse:

    Boa noite. Sou psicóloga em Fortaleza e trabalho com transtornos alimentares. Aonde posso conseguir os dados epidemiológicos mais recentes sobre os números nacionais e internacionais? Fico grata

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *