Séries

Relatos

Introdução da série

Nesta série, abordamos relatos e projetos de pessoas que ressignificaram o adoecimento do transtorno alimentar. Acompanhe os capítulos.

 

Relato: Fernanda do Valle

Após 10 anos do lançamento do meu primeiro livro “Eu, ele e a enfermeira… na luta contra a anorexia”, volto agora com o projeto “Liberte-se: você nasceu para ser REAL, não PERFEITA”, para celebrar a minha cura. Esse projeto chega pra mostrar a diversidade dos corpos em suas formas, idades e etnias, em uma convergência de duas artes (escrita e a fotografia). É uma luta por visibilidade social e respeito. É um movimento artístico coletivo e de ruptura, que busca exterminar os padrões.

Sei que especialistas não gostam de falar em cura.
No meu caso, por ter tido Transtorno Alimentar por mais de 18 anos sem tratamento (e sem a consciência de que eu tinha um), há 11 anos, quando comecei a me tratar, a equipe não tinha um bom prognóstico para mim.
Falavam em estabilização com acompanhamento constante. Com idas e vindas.
Há uma década, saí da minha segunda internação e nunca mais voltei.     Continuei com o tratamento com uma equipe multidisciplinar e me curei.
Estou aqui, cheia de vida e de saúde, com muitos feitos e projetos e com uma família linda e abençoada.

 

Eu acredito na cura. Porque a cura é aceitar as nossas limitações, é aprender a pedir e aceitar ajuda. Cura é viver um dia de cada vez. É dar pequenos passos e cumprir pequenas metas (com grandes comemorações).
Cura é entender que não somos perfeitos e que tudo bem dar um passo para frente, e três para trás. Cura é um processo não linear. Somos humanos e faz parte cair! E a cura está exatamente em não desistir de levantar!

 

Fernanda do Valle nasceu no Rio de Janeiro em 17/03/1978. Formou-se em turismo pela Puccamp, em 1999, mas desde criança viaja pelo mundo tendo como fonte de inspiração a beleza dos diferentes tipos de artes e culturas.

Fernanda é autora de cinco livros: “Eu, ele e a enfermeira… na luta contra a anorexia”, “Dos desencontros ao encontro”, “Tesselas – A família mosaico”, “De: filha Para: pai” e “Crônicas de Frenelda – Aventuras na Terra do Tio Sam”.

Depois que se mudou para os USA, em 2015, graduou-se em fotografia profissional pelo New York Instutute of Photography.

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *